consider, that the theme rather interesting. suggest..

Category: DEFAULT

O Príncipe Perfeito - Miguel Torga - 80 Poemas 02.04.2020 02.04.2020 Zugrel


9 Responses to O Príncipe Perfeito - Miguel Torga - 80 Poemas

  1. Nisho says:
    Miguel Torga O Príncipe Perfeito lyrics: Um Príncipe Perfeito em Portugal, / Terra da imperfeição! / Que excessiv.
  2. Shaktitaur says:
    Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha, foi um dos mais influentes poetas e escritores portugueses do século XX. Destacou-se como poeta, contista e memorialista, mas escreveu também romances, peças de teatro e ensaios. Foi laureado com o Prémio Camões de , o mais importante da língua portuguesa.
  3. Mezibar says:
    Após o rompimento com a Presença, onde contribui literariamente com o seu nome verdadeiro – Adolfo Correia da Rocha –, começa a assinar os seus poemas com o pseudónimo Miguel Torga, justificando o primeiro nome como homenagem ao poeta espanhol Miguel de Unamuno e o segundo (Torga) como forma de estabelecer ligação com a sua terra.
  4. Nikogal says:
    Era um cedro perfeito; Mas o vento da vida levantou, E aquele prumo do céu caiu direito. Mais poemas de Miguel Torga Veja Também. Transtromer, Tomas. 5 poemas. Trevisan, Armindo 2 poemas. Verde, Cesário. 26 poemas. Verlaine, Paul. 10 poemas. Mais autores. Nossa Poesia Miguel Torga. Portugal. Escritor/Poeta. 12 Ago
  5. Grom says:
    A vida é o que eu estou a ver: uma manhã majestosa e nua sobre estes montes cobertos de neve e de sol, uma manta de panasco onde uma ovelha acabou de parir um cordeiro, e duas crianças — um rapaz e uma rapariga — silenciosas, pasmadas, a olhar o milagre ainda a fumegar. Miguel Torga.
  6. Tulabar says:
    oferecida pelo poema. O diarista Miguel Torga é um artesão da “síntese”, que procura obstinadamente, desbastando o discurso como quem talha na madeira ou na pedra. Essas sínteses, produto de um 1 Diário III, (O destaque é nosso.) 2 Como Fernando J. B. Martinho, entendemos que “() alguns dos melhores poemas de Miguel Torga se.
  7. Kazijora says:
    Anabela Soares 10ºO Miguel Torga Regresso às fragas de onde me roubaram. Ah! Minha serra, minha dura infância! Como os rijos carvalhos me acenaram, Mal eu surgi, cansado, na distância! Cantava cada fonte à sua porta: O poeta voltou! Atrás ia ficando a terra morta Dos versos que o.
  8. Maukus says:
    POEMAS DE MIGUEL TORGA. MAGNIFICAT. Aí, a vida! Quanto mais me magoa, mais a canto. Mais exalto este espanto. De viver. Este absurdo humano, Quotidiano, Dum poeta cansado. És um verso perfeito. Que traz consigo a força do que diz. És o jeito. Que tem, antes de mestre, o aprendiz.
  9. Akijas says:
    Há todo o satanismo Que nos foi prometido No final São os gestos parados, Os olhos vidrados, Os ouvidos tapados, Os sexos castrados, E por cima de tudo o silêncio das bocas. Quero Amar este sol da terra Que mostra o calor do céu. O alto céu onde mora Um .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Copyright © 2019, techno.samulrajasflamehuntersindragon.info. Proudly powered by WordPress. Wortex design by Iceable Themes.